14 de junho de 2012


Eu sabia que era forte, e talvez, como eles mesmos diziam, ‘louco’.
No entanto, tinha essa sensação de que havia algo verdadeiro acontecendo aqui dentro.
Talvez fosse a merda endurecida, mas era mais do que qualquer um deles tinha.
Eu estava a postos.

Bukowski, Misto Quente

Um comentário:

Luis Rodrigues disse...

Estar a postos é estar à espera.

Ensinou-me a vida que na maior parte das vezes que se espera, nada chega.

É melhor ir.